logo Ligar

LIGAR - ENERGIA PARA TODOS

é uma Medida que visa desenvolver estratégias inclusivas de combate à pobreza energética e de aumento do consumo eficiente de energia junto da população em condições socioeconómicas desfavorecidas e de infoexclusão, através da dinamização de ações de terreno em dez freguesias, distribuídas pelo país.

Alertando para o facto de que a energia e a sua eficiência energética devem chegar a todos, espera-se contribuir para a mudança de comportamentos e, desta forma, contribuir para a redução ou mitigação da vulnerabilidade à pobreza energética dos cidadãos.

“Ligar – Energia para todos” (i.e. “Connect – Energy for all”) is an initiative that aims to develop inclusive strategies to mitigate energy poverty and increase the energy efficiency among the population in disadvantaged socioeconomic conditions and info-exclusion. This will be achieved through the dynamization of field actions in ten parishes, distributed throughout the country.
Energy and energy efficiency must be available to everyone, so this project is expected to foster behaviour change and contribute to reduction of energy poverty vulnerability of citizens.

O PROJETO
THE PROJECT

Foi criado no âmbito da Medida ADENE_I2 – “LIGAR – Eficiência Energética para Todos!”, promovida pela ADENE – Agência para a Energia, ao abrigo do Plano de Promoção da Eficiência no Consumo de Energia Elétrica (PPEC 2017-2018), aprovado pela “Entidade Reguladora dos Serviços Energético (ERSE)”.

O desenvolvimento desta medida conta com a colaboração de quatro parceiros estratégicos: o CENSE (Centro de Investigação em Ambiente e Sustentabilidade), o ICS (Instituto de Ciência Sociais), a Sair da Casca e a CDI Portugal.

The project was created under ADENE_I2 – “Ligar – Eficiência Energética para Todos!” (i.e. “Connect – Energy Efficiency for all”), promoted by ADENE – National Energy Agency, under the “Consumption Efficiency Promotion Plan (PPEC 2017 - 2018), approved by the Energy Services Regulatory Authority (ERSE).
The development of this measure involves four strategic partners: CENSE (Center for Environmental and Sustainability Research, NOVA University of Lisbon), ICS (Institute of Social Sciences, University of Lisbon), Sair da Casca and CDI Portugal.

OBJETIVOS
OBJECTIVES

> Desenvolver um mapeamento e caraterização das populações mais vulneráveis à condição de pobreza energética;
> Sensibilizar os consumidores para a necessidade e benefícios da eficiência energética;
> Mudar comportamentos perante o consumo de energia;
> Reduzir o consumo ineficiente de energia;
> Demonstrar, de forma prática e adaptada às rotinas diárias, como as mudanças de comportamento se podem traduzir numa redução de custos e benefício na fatura energética;
> Criar e formar equipas de intervenção local de apoio contínuo às populações mais vulneráveis;
> Divulgar os resultados obtidos na perspetiva de potenciar a replicação deste projeto a outras localidades.

> Map and characterize the most vulnerable energy poor regions and households in the country;
> Raise consumer awareness of the need and benefits of energy efficiency;
> Changing behaviours in terms of energy consumption;
> Reduce inefficient energy consumption;
> Demonstrate, in a practical way and adapted to the daily routines, how behaviour changes can promote a reduction of costs in the energy bills and its related benefits;
>Create and train local intervention teams to provide ongoing support to the most vulnerable populations;
>Disseminate the results obtained for enhancing the replication of this project to other locations.


AÇÕES
ACTIVITIES

1. Mapear e caraterizar as populações mais vulneráveis à condição de pobreza energética.
2. Elaborar e distribuir um manual prático de eficiência energética enquanto ferramenta de aprendizagem para a temática, comunicação e incentivo à ação.
3. Desenvolver uma plataforma digital para partilha pública de informação sobre o consumo eficiente de energia e divulgação dos resultados, para potencial replicação das iniciativas implementadas noutros pontos do país.
4. Ativar e apoiar o desenvolvimento de dinâmicas destinadas a mobilizar as comunidades locais para o consumo eficiente de energia, através de um concurso de ideias - Desafios Locais “Teu Bairro, Tuas Energia”.
5. Criar, formar e apoiar no terreno agentes/equipas locais – “Brigadas de Energia” – para aconselhamento presencial e apoio prático à implementação de soluções de eficiência energética junto da população alvo.

1. Map and characterize the most vulnerable energy poor regions and households in the country;
2. Develop and distribute an energy efficiency practical manual as a learning tool, for communication and to foster local action;
3. Develop a digital platform for public information sharing on energy efficiency and dissemination of results, for potential replication of the activities developed herein;
4. Activate and support the development of local dynamics to mobilize communities for efficient energy consumption, through an Ideas contest - Local Challenges "Your Neighbourhood, Your Energy";
5. Create, train and support local agents / teams - " Brigades of the Energy " – for face-to-face advice and practical support for the implementation of energy efficiency solutions for the targeted population.


RESULTADOS

No dia 18 de março de 2019, foi realizada, em Lisboa, uma Sessão Pública sobre Pobreza Energética na qual foram divulgados os resultados da Medida LIGAR, podendo consultar os mesmos aqui.

Os resultados da medida LIGAR foram também tema do Artigo “Energy Poverty in Portugal : Combining vulnerability mapping with household interviews” elaborado pelo CENSE e ICS. Pode consultar o artigo aqui.

No âmbito da inciativa "Energia do Futuro"do jornal "Público" foi publicado no dia 22 de outubro o artigo sobre Pobreza Energética que pode ler aqui .

pobreza energética

Definição

A Pobreza energética apresenta várias definições, sendo a mais comum relativa à incapacidade de indivíduos ou famílias aquecerem as suas casas, e no caso de climas como o nosso, também arrefecer. Frequentemente outros usos de energia são incluídos no conceito, no entanto, a maioria dos autores concentra-se na componente de aquecimento. A pobreza energética tem impacte não só no bem-estar e conforto dos cidadãos, mas também na saúde (doenças cardiovasculares, artrite, reumatismo, problemas respiratórios, problemas de saúde mental), na mortalidade (em resultado de doenças crónicas ou agravadas durante as ondas de calor/frio, com efeitos mais severos nos mais frágeis, como os idosos ou doentes crónicos), no aproveitamento escolar das crianças, no rendimento profissional dos adultos, ou por exemplo, no isolamento social das famílias e dos jovens.

23,8% da população

referiu não ter possibilidade de manter a sua habitação adequadamente quente - Portugal é o quinto país da União Europeia com uma maior percentagem.

7,8% da população

apresenta contas de serviços da sua habitação, como as contas do gás, água e luz, em atraso.

28,1% da população

referiu ter infiltrações, humidade e decomposição no seu alojamento - Portugal é o primeiro país da União Europeia com uma maior percentagem.

35,7% da população

refere viver num alojamento não confortavelmente arrefecido no verão – Portugal apresenta a segunda maior percentagem da União Europeia.

indicadores do projeto

10 áreas


de intervenção

10 ideias


"Teu bairro, tua energia"

100 agentes


de proximidade

500 intervenções


testar e implementar estratégias capazes de transformar hábitos e comportamentos dos consumidores em condições socioeconómicas desfavorecidas